TECNOLOGIA EDUCATIVA

sábado, 18 de Setembro de 2010

Atendimento psicologico a criancas consumidores de drogas

Neste espaço vai o (clique a seguir) Plano de aula_Atendimento psicologico a criancas consumidores de drogas do grupo3, A2_4o Ano. Mas devo colocar o texto integral abaixo para a leitura, reflexão e comentários devidos dos estudantes das turmas da A2, A4 e C1:

Duração: 90 minutos                                                          Escola Secundária da Zona Verde
Material Didático:                                                              
Professores: Silva Alage                                                     Plano de aula: Grupo # 3; A2;  4° ano
                Margarida Sumbana
                Marcelina de Morais
                Paulina Sumbane
                 Titos Alice
                 Sandra Manjate
Título: Atendimento psicológico à alunos consumidores de drogas.

Objectivo: proporcionar atendimento psicológico à alunos consumidores de drogas;
 Objectivos Específicos:
°         Identificar os tipos de drogas;
°         Indicar as implicações do consumo de álcool e cigarros;
°         Desenvolver as estratégias  de tratamento aos alunos consumidores de drogas.

F.D/ Tempo
Conteúdo
Actividade do professor
Actividade do aluno
Métodos

15’
Causa do consumo de drogas
Inicia uma conversa perguntando: Quais são as causas que vos levam a consumir drogas? Tem noção do perigo que pode avir do consumo de drogas? Comenta as explicações dos alunos sobre o consumo de drogas
Responde a pergunta do professor explicando.


10’



Conceito de drogas

Tipos de drogas.
Em jeito de palestra dá o conceito de drogas, fala de tipos de drogas: prescritas, recreativas / psicoativas (narcóticas, sedativas, estimulantes, alucinogénios cannabis, álcool e cigarros) e pergunta: quais são os perigos do consumo de cigarro e álcool?
Acompanha a explicação do professor e responde a pergunta.

20
Álcool e cigarros
Fala do álcool e cigarros focando as implicações do consumo do destas drogas de seguida dá conselho à turma para desistirem de consumir o álcool e cigarros.
Acompanha a explanação do professor.


15’
Implicações do consumo de álcool e cigarros
Em particular com alunos que consomem álcool e cigarros, pergunta um por um o que terá motivado ao consumo de álcool e ou cigarros e apresenta as consequências do consumo de cigarros e álcool.
Apresenta os motivos que lhes levou a consumir cigarros e álcool e acompanha a explanação do professor.

30’
Psicoterapia de ajuda e tratamento de abuso de álcool e cigarros
Dá a psicoterapia e tratamento para reduzir ou mesmo deixar de consumir drogas.
Marca outro dia para se encontrar com o grupo de alunos que consome álcool e cigarros.
Abre se para os conselhos do professor.




As drogas

Tipos de drogas:
Drogas prescritas – são usadas com várias finalidades, como na cura de doenças, para relaxar, dormir, alívio da dor ou para a perda de peso. O uso excessivo tem efeitos adversos que podem constituir uma ameaça na vida social.
Drogas recreativas – são usadas para proporcionar prazer, euforia, excitar, etc., eis as categorias principais de drogas recreativas: narcóticas, sedativos, estimulantes, alucino génios, cannabis e cigarros.

Dependência de drogas
As drogas quando consumidas podem criar um estado de dependência psicológica e ou físico.
Dependência física – quando se sente obrigada a manter o consumo de drogas para evitar efeitos adversos inerentes ao abandono.
Dependência psicológica – quando consome com o intuito de satisfazer o seu forte desejo por elas.

Álcool e Cigarros
O álcool é visto como droga e inclui um número de bebidas que contêm álcool etílico.
Os cigarros são droga activa cujo consumo poderá levar ao cancro nos pulmões, na vesícula, no pâncreas, nos rins, etc., elevada pressão arterial, doenças cardíacas.

Implicações do alcoolismo e cigarros
O alcoolismo tem inúmeras implicações quer ao nível social quer ao nível económico:
°         Existem problemas de comunicação na família;
°         A taxa de suicídio, particularmente entre os adolescentes, é elevado;
°         Os consumidores de álcool faltam frequentemente ao trabalho e apresentam uma baixa produtividade;
°         A família poderá experimentar problemas financeiras a partir do momento em que grande parte dos seus rendimentos é gasta em álcool;
°         As relações maritais sofrem e são tensos;
°         Poderão também existir defunções sexuais;
°         Existe frequentemente violência para com os outros membros inocentes da família quando o parente alcoólico regressa a casa;
°         As crianças sentem se embaraçadas e assustadas devido ao comportamento do familiar alcoólico.
°         A combinação de monóxido de carbono e hemoglobina torna o sangue incapaz de fornecer ao corpo o oxigénio necessário, um resultado imediato é a respiração mais acelerada;
°         A nicotina dos cigarros é associada ao frio, pele húmida, desmaios, tonturas, náuseas, vómitos e diarreia.
°         O conjunto de nicotina cria um estado de dependência psicológica;
°         Para o consumidor os efeitos de abstinência cria o nervosismo, sonolência, perda de energia, dores de cabeça, fadiga, intestinos irregulares, esquecimento ligeiro, insónia, cãibras, tonturas, palpitação, tremores e suores.

Tratamento de abuso de drogas
Os dependentes de drogas necessitam de um ambiente protegido onde não tenham acesso ao fornecimento de drogas, como parte do tratamento são lhes providenciadas substitutas de drogas que têm o efeito oposto daquelas em que foram viciadas;
Em caso do alcoólico, deve ser equacionado apoio externo questionando um amigo próximo ou um profissional para intervir e convencer o alcoólico a procurar assistência ao seu problema. Se isto falhar, a família poderá achar necessário o afastamento do alcoólico para a segurança da sua sanidade mental.
Se um alcoólico aceitar tratamento na forma de aconselhamento, o terapeuta irá entrevistá-lo e determinar a gravidade do seu problema. Se a gravidade for elevada, o terapeuta vai recomendar a hospitalização do alcoólico de forma a serem combatidos os sintomas de abstinência com supervisão médica.


15 comentários:

  1. o temas relasionados a drogas é sempre bom,o trabalho esta perfeito, mas me pergunto se existem crianças que comsomem drogas, a ultima que vi, na televisão foi de um menino de 2 anos que fumava 2 massos de cigarros por dia, isto incentivado pelos país. o grupo deveria-nos trazer as idades destas crianças que comsomem drogas,relação destas com os pais e a sociedade, também como assunto droga é polemico e abragente, o grupo não deveria limitar-se a falar de crianças, mais de jovens e adolescentes, porque são fases dificies e estes querem espermentar tudo nesta fase da vida.falar também da prostituição devido a dependência das drogas.

    ResponderEliminar
  2. Zita Manuel Zabeto Vontade (Turma A4) Psicologia Aeronatica2 de Outubro de 2010 às 03:25

    o tema em alise (o consumo das dogras) e bastante interessantes, porque ajuda aos joves a compreender o perigo destas dogras para o seu futuro. contudo o desenvolvimento deste trabalho devia ser abrangente, isto e, falar do perigo da droga para todas as idades aos em envez, so para criancas.

    ResponderEliminar
  3. Monica Mbanze, Turma C1, 4º ano, Psicologia Escolar, S. Cipriano

    Começo por saudar o grupo pela escolha do tema. É relevante e pontual, sobretudo se tomarmos em consideração que tendencialmente há muitos alunos nas escolas que se envolvem no consumo de drogas, colocando assim em risco o desenvolvimento das faculdades cognitivas e a sua saude no geral. No plano de aula o grupo não deixa muito claro a classe concreta a que seria objecto de abordagem o tema apresentado. penso que o grupo poderia ter sido claro nesse aspecto.
    De modo igual, tenho sérias dúvidas se as estratégias a usar seriam possivel levar com que de modo espontâneo e livre os alunos se declarassem como consumidores de drogas, sobretudo num ambiente colectivo onde a probabilidade de serem redicularizados por outros colegas seria maior....

    ResponderEliminar
  4. Santa Ana Matola Sao Cipriano Turma C1 4 ano Psicologia Escolar23 de Outubro de 2010 às 01:31

    Santa Ana Matola, São Ciprian, TC1, 4ºano, Psicologia Escolar - disse…
    O tema Atendimento psicológico a crianças consumidoras de drogas não sei se realmente é pertinente uma vez que não está referenciada a idade dessas crianças que até podem formar uma turma. Se é atendimento psicológico porquê apresentar um plano de aula? Acho que há qualquer coisa que não está certa em relação ao tema. Se realmente são crianças consumidoras de drogas o grupo poderia se referir a um plano de Psicoterapia dessas crianças e até mesmo desintoxicação. Espero não ter criado confusão ao grupo. Mesmo assim não deixar de parabenizar o grupo pelo esforço na escolha do tema.

    ResponderEliminar
  5. sandra marcos manjate23 de Outubro de 2010 às 09:56

    em reaccao ao tema penso que os usuarios da pagina nao conhecem na integra o perigo do consumo das drogas

    ResponderEliminar
  6. em reaccao a questao da colega "sera que as criancas consomem drogas?" penso que a colegas nao esta atualizada no mundo de drogas, porque os adolescentes parece que sao os que consomem mais drogas e e a fase de risco se nao tiverem aconpanhamento e aconselhamento. Silva Jacob Alage, A2, 4ano

    ResponderEliminar
  7. Morgado Marrengula. TA423 de Outubro de 2010 às 11:21

    Tenho que concordar com a questao sobre se " sera que as criancas consome drogas?" pois como o colega Silva disse os adolecentes e que tendencia a consomirem drogas e nao criancas. Quando falamos de criancas, estamos a falar de individuos dos 0 aos 12 anos e adolescentes dos 12 aos 18 anos.

    ResponderEliminar
  8. Cacilda E. D. Come.TA423 de Outubro de 2010 às 11:25

    Parabens para o grupo, dizer que o trabalho esta claro em termos de conteudo, mas no entanto parece que o grupo nao aprenta as funcoe didacticas no plano, seria importante indicar cada fase da aula.

    ResponderEliminar
  9. Galawene Jose Novela, turma c1, sao cipriano, psicologia escolar24 de Outubro de 2010 às 03:12

    Em prineiro lugar, saudo o grupo pela belissima abordagem em correlacao ao tema que e de intersse social,pois as drogas sao um dos factores que preojudicam o bem estar psicologico e social das socedades e em especial daquelas que ainda estao em vias de desenvolvimento e envolvendo a maior parte os jovens que consomem duma forma excessiva e sem control da mema.por outro lado e de referir que o grupo peca pelo facto de nao ilustrar a classe com a qual teve o previlegio de trabalhar no campo de estudo. no consertnente ao quadro esquematico,na parte referente as funcoes didacticas so colocou o tempo em ves de colocar as partes referentes as funcoes didacticas e tambe fez o diificil no concernente aos metodos ficamos sem saber quais e que teram usado.as funcoes didaticas nao se fazem sentir e muito menos a parte da motivacao dos alunos na funcao intrucao e motivacao.as minhas cordiais saudacoes vao mais uma vez para os futoros psicologos escolares.bjs

    ResponderEliminar
  10. Galawene Jose Novela,sao cipriano,turma c1,psicologia escolar24 de Outubro de 2010 às 03:24

    os meus agadecimentos vao para as pessoas que tanto fizeram afim de eu puder participar no blog,me explicando os procedimentos e disponibilisando os recursos mult-medios que asseguir tenho o previlegio de sitar: a Corina,a Manuela, o Helias, a Francina e outros.bjs e sucssos na carreira estudantil.e nao me esquecendo do Docente da Cadeira que nos incentivou para a participacao no blog.esperamos nao ter decepsionado durante os debates e no que concerne ao objectivo essencial do trabalho.

    ResponderEliminar
  11. Manuela Conde Frank,Sao Cipriano, turma c1 Psicologia Escolar24 de Outubro de 2010 às 03:34

    primero elogiar o grupo por ter nos trazido este belissimo tema que retrata a questao do consumo de drogas que afecta duma forma agressiva aos jovens em particular e que sao a seiva da nacao. o grupo nao focalisou os cuidados que ter com as drogas cuando consumidos sem nehuma receita medica e sem nenhum control.bjs

    ResponderEliminar
  12. Elvira Madivádua Turma A2 4ano Piletti24 de Outubro de 2010 às 13:31

    Caros colegas do grupo da turma 4º ano A2, primeiramente endereçar os meus parabéns pelo vosso trabalho, pois é deveras pertinente. Dizer que somente o objectivo geral me levou a supor que se tratava de um antendimento psicológico e não de um plano de aulas e, de sobremaneira a actividade do professor pareceu em dado momento confundir-se com a de um conselheiro.

    ResponderEliminar
  13. Dulce Alfredo Macuacua, TurmaA2,Psicologia Escolar, Aeronautica24 de Outubro de 2010 às 22:21

    Louvar o trabalho aqui apresentado pelo grupo, tema bastante interesante,poi,ë notorio que hoje em dia ha muitas criancas com tendencia a entrar nesse vicio muito cedo.
    Salientar a nao apresentacao dos metodos a usar, o que ë imprescindivel num plano de aula. mas o resto esta tudo em ordem.Mas uma vez parebens!

    ResponderEliminar
  14. Lili Sónia Gemo A-4 Aeronáutica26 de Outubro de 2010 às 02:40

    Bom dia caros colegas. A reacção vai para o subtítulo tratamento de abuso de drogas. Gostaria de acrescentar que também podemos, ao invés de proteger o visado do ambiente de drogas, se poderia disponibilizar a este meios que o permitam, por si próprio, proteger-se através do aconselhamento psicológico. Isto porque nem sempre é possível distanciar-se do ambiente patológico, principalmente na idade escolar. Não se vai proibir o adolescente a frequentar a escola, pois não? Então disponibilizar informação também ajuda muito.

    ResponderEliminar
  15. Monica Mbanze, Turma C1, 4º ano, Psicologia Escolar, S. Cipriano27 de Outubro de 2010 às 06:44

    Começo por saudar o grupo pela escolha do tema. É relevante e pontual, sobretudo se tomarmos em consideração que tendencialmente há muitos alunos nas escolas que se envolvem no consumo de drogas, colocando assim em risco o desenvolvimento das faculdades cognitivas e a sua saude no geral. No plano de aula o grupo não deixa muito claro a classe concreta a que seria objecto de abordagem o tema apresentado. penso que o grupo poderia ter sido claro nesse aspecto.
    De modo igual, tenho sérias dúvidas se as estratégias a usar seriam possivel levar com que de modo espontâneo e livre os alunos se declarassem como consumidores de drogas, sobretudo num ambiente colectivo onde a probabilidade de serem redicularizados por outros colegas seria maior....

    ResponderEliminar